25/12/2009

sou eu .

 provoco todas as convulsões e arrepios através dos sentidos totalmente palpáveis, eu existo, sou aquilo que enxerga de longe mesmo não se encontrando centímetros de minha boca,  meus olhos são  como aquele par de copos vazios a espera de líquidos fortes em meus olhos, sou a sua perdição mais insaciável, sendo o  final do seu mundo entre raios e trovoadas.

3 comentários:

Be Atriz. disse...

pelo amor, você escreve incrivelmente!

Larissa disse...

Excelente!

Camila disse...

Borati, sempre Borati...
Assim acabarás ao sul do país mais depressa do que pensas!
hahaha