18/05/2010

 pegou seu melhor vestido, encheu a cama de rosas, bebeu seu último café. mais um dia terminando e seus encontros as escondidas com sua amante louca e desvairada se dão por contados, escreveu o bilhete para ser entregue o mais rápido possível:

 "Devolva-me a alma, meu amor, espero você como me espero todos os dias.

 Eu."

                                                                   22:43.

7 comentários:

Carolina Veríssimo disse...

será que todo mundo está esperando alguém o tempo todo?

Laila Klair disse...

Será que de tudo se envolve o amor?
Ou em tudo me envolvo de amor?
Ou o amor em mim se envolve?
E não deixa espaços...

Beatriz Helena TDM Fontes Baldan disse...

quando a gente entrega a alma, vira o ápice do amor aí fica uma situação crítica hahaha.

Camila disse...

gostei deste aqui, especialmente.

Beatriz Carvalho disse...

medo, dá uma lida no meu texto de hoje.;

ahaha, estamos conectados ein.

:)

Cara, eu amo tua escrita.
Até hoje não sei bem ao certo por que.
Acho que é coisa que só os boemios tem mesmo, hahaha, :*

Bia Carvalho disse...

olha que coisa fofa:
tem um selo pra você no meu blog, haha :*

Bia Carvalho disse...

enviado :*