02/01/2010

dias e dias.

 comigo, você simplesmente anda sobre nuvens carregadas de água, a ponto de mais um passo criar uma tempestade que poderá sorrir sem dor, numa tarde de verão no sábado. sozinha, você naturalmente sente a solidão tão palpável como a cama em que se encontra, desarrumada desde minha partida em uma tarde melancólica de domingo.

3 comentários:

Be Atriz. disse...

Cara! Como você consegue? Você faz de cada palavra usada, uma melodia sem fim, achei inacreditável. Amei teus textos, mesmo. E, ah, feliz dois mil e dez!

Nely . disse...

Gostei do texto, tbm sentia uma melodia ao ler. palavras suaves e ao msm diretas (esse texto foi dirigido a alguém, certo?)
é bom ter agradáveis surpresas,achei teu blog num tópico da comu do CCBB.

caarol. disse...

que triste ;x meus comentários são sempre os mais inúteis uahduah ;p