05/01/2010

mergulho desconhecido.

 mergulho em suas águas desconhecidas, de cabeça, caso acontecer dor ao menos irei morrer pelo simples e puro prazer de ter mergulhado. você parece um vento que bate na encosta da pedra, querendo me empurrar para dentro, muito dentro, dizendo frias palavras, preparando meu velório repleto de orgasmos. começa rir de minha pseudo inocência, me chama de bebê e acha completamente agonizante o fato de ver meus olhos esbugalhados na plena escuridão silenciosa que sua região abissal proporciona.

7 comentários:

Sabiana disse...

uauuuuuuuuuuu
mergulha, se joga!

Sil disse...

Oie,

Obrigada!
Gostei daqui tb.

Bju

ElderF. disse...

Por vezes, antes de mergulhar de cabeça, tem de se pensar se vale a pena o mergulho.

Textos bons.

Abraços.

Reinaldo R. disse...

Maldade, há que se ter menos inocência. Eu levo culpas. Atire a primeira culpa quem não tiver inocências.

Be Atriz. disse...

Não, é que olha minha sorte: eu sou facinho com o amor, aí um cara me chamou muito a atenção, até aí beleza. Eu, toda afinzinha dele, fiz amizade e descubro que o cara é gay, mano! Gay! Tipo, dava pra perceber um pouco, e nem tem problema o cara ser homossexual, nem acredito nesse troço de sexualidade, mas meu! Parece que eu atraio gay, já gostei de uns três caras que falavam "nossa, ontem fiquei LOUCA" tipo, puta merda, tenho muito azar nessa porra HAHAHAHAHAHA - desculpa o texto aqui nos seus comentários HAHAHAHA. A propósito, lindo texto. Lindo mesmo.

K.Portes Leão disse...

Borati,

O que houve com seu coração?

Sentimentando por aí? rs

Goxtei dessa versão, B.

Um beijo,
um queijo.

K.Portes Leão disse...

Sobre o azar e a chuva...

"É tanto azar, que se chover Xuxa, no meu colo, cairá Pelé."