29/07/2010

feito de arranhões.

  nas costas as marcas marcadas
  de um amor
  insano
  imperfeito
  e embriagado

  de sorrisos
  doces 
  cínicos
  e bárbaros.

10 comentários:

Sabiana disse...

Deixa marcar... pois são os melhores!
Delícia de texto!

Douglas Thaynã disse...

Ah, essas marcas... Muito bom o texto, mesmo!

nyle_eternity disse...

Oi Roberto!
Que bom encontrar as suas palavras por aqui. Belíssimas. Beijos!

Frederico Latrão disse...

Ótimo! Versos livres, espontâneos e DENSOS. Marcarei mais presença por aqui.

Um forte amplexo,
F.L.

Alexandra disse...

Maravilha de blog. Um dos melhores que já visitei. Beijos.

Nicki disse...

O corpo marcado pelas urgencias da alma...

Aninha Ehlers disse...

Adoro o que tu escreve, deves ser uma pessoa daquelas que tem assunto por horas porque consegue enxergar as coisas nos detalhes mais escondidos

May Ribeiro disse...

Marcas intensas.. incômodo amar.
Maravilha, Roberto!

Ana Agarriberri disse...

Ow, intenso post. Como "as marcas". Tão necessárias. Obrigada por ter aparecido lá no Molhe-se.

Beeejo,beeejo. Boa semana.

Phany disse...

perfeito.