18/02/2011

sobremesa.

Seu sorriso esparramado na cama, no emaranhado de suor e lágrimas cortantes. Rasgo explicitamente a licença poética, com minhas mãos firmes em seus frágeis quadris, pronta para me receber em brancas páginas, assim preencher com risadas e orgasmos, bem como dois amantes demoníacos. Me perco nesse tango molhado, rasgado e quebrado, mergulhando em seus seios, deixando seus pelos arrepiados, me enrolando no seu escapulário, mordendo as marcas de seu biquíni em pleno verão carioca.  É tudo assim aqui: niilismo, sarcasmo, cinismo e orgasmo...também muito palpitar, principalmente com mãos no peito, do melhor jeito que se deve ter, tudo no meio de uma reza silenciosa.

13 comentários:

Letícia Palmeira disse...

Muito bom.
Bjo.

Thaiany Almeida disse...

Que perfeição, as palavras parecem que se encaixaram como num pedaço de quebra-cabeça, maravilhoso!

CARLA STOPA disse...

Bela sobremesa...

Arianne Carla disse...

Ousou dessa vez, hein. Consegui imaginar cada cena aqui! Muito bom mesmo. Parabéns.

Mayara Almeida disse...

Você é...não, eu é...quer dizer, esse personagem, eu...enfim.

(minha cara de...de tão estampada não tenho cara nesse momento, desculpe.)

Marco de Moraes disse...

Se não é o melhor texto, é pelo menos o que eu mais gostei.

Abraços

Érica Araújo disse...

simplesmente lindo... vivo! viver através das palavras e principalmente antes delas, para assim as conceber é de uma beleza sem tamanho.

Mari disse...

Que lindo! É de um sentimento tão vivo, intenso.. Já é meu texto favorito por aqui.

georgia angelis disse...

ADORO TEUS ESCRITOS! e digo isso em letras maiúsculas.

Tati Lemos disse...

Lindo teus blog!
Gostei, sigo aqui!

Beijos

Fernanda Mendonça disse...

Bom, adoro seus textos né? mas principalmente o seu estilo, me identifico muito viu.
E seu vocabulario linguistico é esplendoroso.

Kira. disse...

Não precisa mais que dois textos pra ver que essa gambiarra é muito bem feita, haha. =)
Adorei o texto, a forma sensível como escreve e descreve e encaixa as palavras.

d.marinho disse...

muito poético. bem bonito.
(: