17/01/2011

aninhado

 Dentro de nós, bem dentro é intensidade descontrolada. No silêncio de nossa madrugada, descobrimos nós dois entre lençóis amarrotados, roupas jogadas no chão e horas quebradas de um relógio sem marcar os segundos. Não precisamos nos importar com o mundo lá fora, bem dentro aqui estamos, acusados por crimes praticados, assim dormimos após beijos molhados com gosto de vinho seco.

9 comentários:

Alline disse...

Gostei do teu estilo.

danimarinho disse...

bonito. muito bonito.

Dani Villa Secca disse...

E lá vem Valentina.......

Gabriela Coelho disse...

sempre poético, apesar da simplicidade.

Natália Corrêa disse...

"bem dentro aqui, há um mundo só nosso"

Mayara Almeida disse...

Ah, o vinho. Hum! O beijo...

César Dias. disse...

Gostei Roberto, muito profundo, poético e suave .
Parabéns.

Fernanda disse...

Aninhar.

gabs disse...

Ual. Muito profundo, muito divino.