19/01/2011

diálogo(zzzzz)

- é aquele cansaço de não ter partes do teu corpo para tocar. é cansaço puro e simples de quem cansa daquilo que nunca descansa, é assim o bater do coração. é cansaço de não ter seus olhos para desvia-los em momentos de constrangimento após elogios exagerados. é cansaço, de não ter sua voz que foge sempre aos meus ouvidos quando mais preciso em minhas noites sem reza. é cansaço por aquilo tudo que diz ser e sentir nos momentos mais impróprios. é cansaço de não ter por inteira suas partes mais inebriantes e excitantes. é cansaço de promessas, apenas gracejos jogados no chão, parecendo migalhas para bicho esfomeado. é cansaço de mim, de você e de todos nossos erros que camuflamos com um simples 'te amo'. é cansaço das dores que não sofro de facadas em meu corpo e sim no silêncio de uma noite escura, isso sim me corta. é cansaço dos poemas não rimados, afinal, és rima ainda ritmada. é cansaço de tudo, inclusive de tudo que não tenho. é cansaço, de falar sem um destinatário real e imediato que não......

- tum,tum,tum....

14 comentários:

- Mateus Bernstein disse...

é o cansaço da incerteza aliado ao cansaço da saudade de um algo que nunca existiu.

roberto, devo dizer que igualmente acho seu blog do caralho e que, (in)felizmente tive de transformar um comentário que ia deixar aqui num post.


o gambiarra não cansa. nunca;

Letícia Fontoura disse...

Ao tum, tum, tum pensei em coração batendo.
Mas, imagine, isso seria seria presença demais.

Gabi. Amarello disse...

é sempre tão lindo, e se não é, é tão único, assim deve ser a conversa entre o poeta e a poesia

Luciana disse...

MSN maldito.

gabs disse...

Sempre fazendo-nos pensar com lindos textos.

Alyne Rubio disse...

Ai, Roberto...
Me bate tantos cansaços, na verdade nem sempre sei o sentido de tudo isso, apenas sei que sinto...
Estou bem cansada agora... mais tarde acho que passa :(

Beijos.

Mayara Almeida disse...

Lindo demais Roberto, cada cansaço.
Nesse eu só consegui ver a beleza dessa tal trsteza.

Muito bom :)

Alice disse...

O cansaço da espera, pois não.

Beijo

Pitta disse...

"é cansaço de não ter por inteira suas partes"

Belos versos :)

Rafaella B. disse...

é cansaço de tudo, inclusive de tudo que não tenho.

Tem selos para ti em meu blog querido Borati.

Clique aqui para pegar seus selos

Luara Q. disse...

escreve muito bem!

tha oliveira disse...

mas tua poesia não cansa, nunca. :]

César Dias. disse...

belo texto Roberto, inteligente e criativo. parabéns

Nicole Carneo disse...

Ai, eu amei.